22 junho, 2007

COMPRANDO E FODENDO

Espetáculo exibido no Teatro Molière retrata cena urbana dos anos 90


Wagner Ferreira

A peça Shopping and Fucking que esteve em cartaz no Teatro Molière no último final de semana, mostrou ao público a realidade do cenário urbano mundial vivida nos anos 90. O texto original é de Mark Ravenhill, um dos escritores britânicos mais controversos e bem sucedidos a emergir nesta década. O espetáculo consagrado em mais de 50 países retrata uma juventude de drogas, desesperança e desemprego, além de resumir muito bem temas como, sexo e consumismo, comportamentos ainda visíveis nos dias atuais.

No Brasil teve sua primeira versão em São Paulo, através do diretor Marco Ricca em 1999, tendo Rubens Caribé e Silvia Buarque no elenco. Sua segunda montagem em terras brasileiras veio em 2007, depois do diretor Fernando Guerreiro (Vixe Maria e A Bofetada), estar com o roteiro nas mãos por quatro anos. O elenco é composto por: Celso Júnior (Brian), Edvard Neto (Mark), Rodrigo Frota (Robbie), Emiliano D’Ávila (Gary) e Jussilene Santana fazendo a “Lulu”.

Tudo começa num Self-Service, quando Lulu e Robbie tentam dar algo de comer para Mark, que é viciado em drogas. A tentativa não surte efeito, e Mark percebe que seu vício vira ameaça. Isso o faz procurar uma clínica de reabilitação, saindo pouco depois. Nas ruas, encontra Gary, um jovem garoto de programa, o qual se apaixona. Nesse meio tempo, Lulu tenta arrumar um trabalho como atriz, sendo testada por Brian com a entrega 300 cápsulas de êxtase para repassar. Nisso Robbie oferece ajuda a Lulu na venda da droga, entusiasmado, acaba doando todas as pílulas numa festa. Brian ameaça o casal, que para levantar o dinheiro, começam a vender sexo por telefone. O clima esquenta quando Mark apresenta Gary a Lulu e a Robbie, que fica enciumado.
Postar um comentário