10 março, 2007

PACOTES ESPECIAS DE VIAGENS PRESENTEIAM NOIVOS


Wagner Ferreira

Se perguntarmos a qualquer casal que estiver próximo do casamento qual presente gostariam de ganhar, a resposta será quase unânime: uma viagem. Seja ela para países europeus como Espanha, Áustria e Suíça, ou paraísos locais do litoral baiano.

Presentear os noivos de forma tradicional vem sendo cada vez mais substituído por viagens programadas por parentes e amigos dos recém-casados. Nesse pensamento, principais agências de viagens do Brasil organizam e disponibilizam pacotes especiais incluindo passagem aérea e hospedagem, indicando também serviços de buffet e aluguel de roupas, caso ainda não tenha acontecido o casamento.

O vale presente, como é chamado pela maioria das agências funciona da seguinte forma: os noivos escolhem sua agência preferida levando a lista de convidados do casamento. Nela serão confeccionados cartões identificando a sugestão do presente com nome da agência de viagem. O cartão é recebido por e-mail ou junto com o convite para a cerimônia. Depois disso basta procurar a agência mencionada no cartão e fazer a contribuição, que pode variar entre R$ 20 e 250, em média. Estes valores não são informados no cartão, e sim na própria agência, tornando o serviço discreto e elegante.

O total arrecadado servirá para criar um fundo onde quitará ou auxiliará os noivos no pagamento da viagem escolhida. Caso o valor não seja atingido, a agência pode oferecer pacotes mais em conta de acordo com a cota adquirida.

Em Salvador, três grandes agências disponibilizam o serviço: a Pinheiro Turismo com 26 anos de experiência no ramo de pacotes turísticos; Meeting Tour e CVC Turismo. Sendo que esta última através de seu site, dispõe de um cadastro onde se pode criar a lista de convidados e presentes, definindo o valor a ser sugerido para as cotas. Os convidados receberão por e-mail o convite e a sugestão de presente dada pelos noivos.

Maria Helena Felix e Maria Ângela de Azevedo são diretoras da agência de turismo Meeting Tour, e falaram que o serviço existe na Bahia há alguns anos sendo disponibilizado pela empresa há quatro, vindo a receber muitos elogios dos noivos. Foi o caso do casal de advogados André e Joanna Pessoa, onde já haviam programado uma viagem à Paris, e com o pacote especial puderam ampliar o roteiro.“Ganhamos muitos presentes repetidos, e se não tivesse sido à viagem haveria ainda mais presentes iguais”, disse Joanna, que completou relatando a satisfação não só dela, mas dos seus amigos e parentes por poderem proporcionar à viagem a eles: “Fiquei sabendo através do pessoal da agência o contentamento de meus padrinhos e amigos, que ficaram muitos satisfeitos pela forma discreta como é feita a captação dos valores. Mas a melhor notícia ainda estava por vir, ficamos sabendo também que já tínhamos o valor para pagar a viagem à França e poderíamos ampliar o roteiro para o Vale do Loire e Espanha. Ter nosso sonho realizado dessa forma foi maravilhoso!”

“O destino escolhido pelos noivos pode variar devido à época do ano. No mês de junho viagens ao sul do Brasil é mais comum devido à baixa estação na Bahia. Nos destinos internacionais a escolha é bastante variada podendo ir das Ilhas Maurício aos Emirados árabes, disse Maria Helena”.

Maria Ângela de Azevedo falou sobre à vantagem de optar pela viagem através das cotas. Segundo ela é vantajoso por não haver o risco dos noivos estarem com presentes pagos nas lojas citadas como opção de compra, e chegando lá haver diversos presentes parecidos, ou que sirva para mesma coisa, tendo que ficar com crédito nessas mesmas lojas para uma retirada posterior.

A nova forma de se presentear vem sendo cada vez mais procurada por casais que sonham com uma viagem de lua-de-mel. Comparando com presentes usuais de casamento, uma viagem à Barra Grande incluindo ônibus e pousada com café da manhã por 4 dias sairia aproximadamente por R$ 1,300,00, seria o preço de uma geladeira por exemplo.

Mesmo assim, a viagem paga por cotas não é vista por Eliana Callado, diretora de vendas da Quatro Cantos turismo, com tanta facilidade. Ela conta que quando as cotas são distribuídas indiscriminadamente, pode não surtir o desejo esperado. Muitas vezes convidados que não são muito próximo dos nubentes não contribuem deixando a viagem à ser paga exclusivamente por amigos íntimos e parentes, o que não seria o ideal.

Fontes: Agencia de viagens Meeting Tour, Pinheiro viagens e turismo, CVC turismo e Quatro Cantos Turismo.
http://www.meetingtour.com.br/, http://www.cvc.com.br/, http://www.pinheiroturismo.com.br/, www.quatrocantos99@hotmail.com

Postar um comentário