23 junho, 2012

PRESIDENTE DA SUBCOMISSÃO DE PROTEÇÃO ANIMAL TOMA POSSE EM SALVADOR

Subcomissão foi responsável por ações que proibiram o uso de animais na Lavagem do Bonfim e Mudança do Garcia

Advogados, ativistas, e representantes de segmentos do governo do Estado estiveram presentes na Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Bahia (OAB-BA), quinta-feira (21), em Salvador, para a posse do novo presidente da Subcomissão de Proteção dos Direitos dos Animais da entidade, o advogado Márcio Vinhas Barreto, que substitui Alessandra Brandão Barbosa. 

Depois de empossado, o presidente da Subcomissão leu o compromisso e assinou o termo de posse. Márcio Barretto declarou que a Subcomissão será firme e intransigente na defesa dos animais. "Precisamos de leis e normas mais duras e rigorosas, uma vez que a impunidade é o combustível do crime". 

Márcio Barreto prometeu uma Subcomissão firme e intransigente na defesa dos animais (WF)
A Subcomissão de Proteção dos Direitos dos Animais foi criada em 2009 de forma inédita nas seccionais da OAB ainda sob a gestão do presidente da Seção Bahia, Saul Quadros, que na ocasião, empossou também as advogadas Zizete Evangelista Balbino Ferreira e Vivian Karina Suzart da Silva Santos. 

Responsável por autoria de ações que resguardem o direito dos animais, além de capacitar advogados que venham a tratar do tema em processos judiciais, a Subcomissão visa proteger os seres mais desprotegidos, e se depender do presidente da OAB-BA, contará com apoio às demandas geradas: “tenho um carinho especial por esta comissão. Enquanto eu estiver à frente da OAB prometo total apoio desta casa, para as ações ligadas à proteção dos animais”, prometeu Quadros. 

Saul Quadros ofereceu o apoio da OAB-BA às ações ligadas à proteção animal (WF)
A importância da Subcomissão na defesa dos animais também foi lembrada pelo vice-presidente da Ordem Antônio Menezes. Ele reconheceu o êxito de suas ações, que resultaram na retirada dos animais que sofriam maus tratos durante os cortejos das festas populares da Lavagem do Bonfim e Mudança do Garcia. 

A representante da ONG Célula Mãe, Janaína Rios, atribuiu à visão antropocêntrica a devastação que o planeta vive atualmente. Ela destacou a responsabilidade do homem para com os animais, estes antes selvagens e que foram domesticados há séculos para servir aos empreendimentos dos seres humanos. Para a ativista, a espécie humana se ausentou da responsabilidade de protetor destes animais. “Não é possível que os animais, que convivem no mesmo espaço que nós apodreçam sem que não façamos nada”, indigna-se. Ela completa ainda que, “na Bahia, não existe lei que exija que o poder público ampare os animais, por isso pedimos apoio da OAB na aprovação de projetos que tramitam desde 2007, em defesa dos bichos", conclama. 

Athayde e Ferrer defendem a convivência harmônica entre homens e animais (WF)
Para o documentarista e educador humanitário, Francisco Athayde, a falta de conscientização das pessoas para a importância do respeito aos animais gera um desequilíbrio em várias esferas da sociedade, e reflete na conduta de cidadãos que se envolvem em crimes. Com base em estudos internacionais, Athayde mostrou que, 80% dos assassinos começaram a sua vida de crimes praticando maus tratos aos animais. "O sofrimento apenas muda de lugar. Ele está interligado com as mazelas dos animais. Na escola, nós não recebemos aulas sobre princípios, valores; falta educação para isso", analisa o educador. 

Já o diretor do Instituto Cuidar é o Bicho Carlos Ferrer, entende que a mudança de cultura de uma sociedade só ocorre quando ela acontece individualmente. Ele pontuou ainda que a Conferência Rio+20 não abordou temáticas ligadas ao respeito dos animais.

Diversos membros da sociedade estiveram presentes ao evento na Seccional da OAB-BA (WF)
Uma das falas mais esperadas da posse foi a da ex-diretora da OAB-BA e pré candidata a vereadora pelo PV-BA, Ana Rita Tavares. Para a advogada e também ativista da causa animal, “a Subcomissão, criada há dois anos, representou um fato inédito na história da Ordem. 

Ainda compuseram a mesa a juíza Joanice Guimarães, o comandante da Polícia Montada da PM, Major Adriano Carvalho - que representou o comandante Geral da corporação, Cel. Castro; e a representante da União de Proteção Animal de Salvador (UPAS), Telma Lívia. Na platéia, também estiveram presentes o presidente da ONG Sentimento Animal, Jorge Pimenta, que atua no bairro de Plataforma, e a diretora da ONG Animal Viva, Roberlena Mercury.  

Após a cerimônia, um coquetel vegano foi oferecido aos presentes.

Notícias relacionadas 

SESSÃO ESPECIAL NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DEBATE DIREITO DOS ANIMAIS
Postar um comentário