12 junho, 2009

MEMÓRIA DA IMPRENSA BAIANA



Vídeo mostra trajetória do célebre jornalista baiano Jorge Calmon

Wagner Ferreira

No último mês de maio a Faculdade da Cidade do Salvador apresentou o vídeo documentário sobre a vida do lendário jornalista baiano, Jorge Calmon; diretor de Redação do jornal A Tarde por quase 70 anos. O curta de pouco mais de 40 minutos revela um homem lúcido, próximo dos 90 anos, que chefiou a Redação do maior jornal do Norte Nordeste do país desde 1936.

Com essa propriedade, Jorge Calmon foi parte viva da história do Jornalismo baiano do Século XX. O Filme teve a produção, pesquisa e direção do jornalista baiano Roberto “Gaguinho”, que foi fotojornalista de A Tarde, e criador do Jornal da Ilha, na Ilha de Itaparica.

Gaguinho levou seis meses para levantar os dados referentes à vida de Jorge Calmon e da imprensa baiana; reunir imagens de arquivo, além de ter que convencer o modesto jornalista, depois de alguns encontros, da sua importância no cenário da Comunicação Social na Bahia. “Tive umas três ou quatro reuniões com Jorge Calmon para convencê-lo da importância da sua história,” revela Gaguinho.

Com ricos depoimentos de figuras ilustres e emblemáticas do jornalismo baiano, o Vídeo conta com a participação de Samuel Celestino, Jorge Calmon Filho, Agostinho Muniz, Helo Sampaio, entre outros.

O Documentário reúne de forma bastante condensada a história de vida de um dos últimos remanescentes do Jornalismo clássico da Bahia, momento esse que Jorge Calmon presenciou, do Jornalismo Literário, passando pela adoção do lead, até os dias atuais, com a informatização das redações. Motivos de sobra para que, Memória da Imprensa Baiana, seja um material indispensável para estudo de jornalistas e egressos na
profissão.
Postar um comentário