26 dezembro, 2008

NADA SE CRIA, TUDO SE COPIA

Será que a música é movida pela mistura?


Pastor flautista. Pintura de Sophie Anderson

Que a música é movida pela mistura, todo amante de qualquer gênero sabe. Já que a própria é concebida pela relação influência/ influenciado, durante a composição da mesma. Então taí a resposta.

Se existe influência, existe mistura. Isso porque nenhum artista musical é cem porcento influenciado.
Ele absorve o que mais venha a lhe servir para sua formação musical, e adiciona seu toque próprio, o que deixará sua marca na música que está compondo.

Só deve-se ter cuidado para não transformar um arranjo novo numa loucura de sons, ao risco de ser taxado pelos críticos musicais como um “sem influências”, uma vez que, a grande maioria dos jornalistas especializados em música, sempre busca uma estereotipação para um cantor ou músico emergente.

Por outro lado, isso também pode ser um aliado do músico inovador. Um exemplo é o músico baiano Tom Zé, que com uma mistura de sons desconexos consegue tirar um som aceito pela crítica, o qual é derivado de um sem fim de ritmos, que vai do Samba ao Forró, e até a MPB.

Ou seja, como fez Chacrinha, lá nos anos 80, criando a frase amalgâmica: “Nada se cria, tudo se copia”, a partir da citação de Lavoisier; “Na natureza nada se cria tudo se transforma”, foi à prova de que uma mistura feita a partir de outra boa mistura sempre dá certo.




LP de Tom Zé lançado na década de 70

Postagens Relacionadas: MISTURAR É O QUE DÁ LUCRO

11 comentários:

louise disse...

Adoro Tom Zé!

vivoverde disse...

eu também rs

:)

Malu Freitas disse...

Excelente texto! Falou o correto. Um resultado busca outro. Não só a mistura como a influência diz tudo!
Um ritmo uma música influencia outros.
Parabéns estou referenciando seu blog ao meu. Obrigado por ser meu seguidor!
Beijos Malu Freitas

silviaraujomotta disse...

8-1-PRIMEIRA PARTE:PROCESSO DA PRODUÇÃO X CRIAÇÃO HUMANA- Acróstico-filosófico-histórico nº 2794-Por Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil
-
Bibliografia
BAKHTIN, Mikhail. Arte y responsabilidad. In: Estética de la criacion verbal. México, Siglo XX, 1985.
BENJAMIN, Walter. A obra de arte na era de sua reprodutibilidade técnica. São Paulo, Brasilien¬se, 1987.
VIGOTSKY, Lev. Imaginacion y el arte en la infancia. México, Ediciones Hispanicas, 1987.
JENNY, Laurent. A estratégia da Forma.In: Intertextualidades.Coimbra, Livraria Almedina, 1979.
ECO, Umberto. A Inovação no Seriado.In:Sobre os espelhos e outros ensaios.Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 1989.
SANTIAGO, Silviano.Vale quanto Pesa.Rio de Janeiro. Paz e Terra,1982.

silviaraujomotta disse...

7-1-PRIMEIRA PARTE:PROCESSO DA PRODUÇÃO X CRIAÇÃO HUMANA- Acróstico-filosófico-histórico nº 2794-Por Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil
-
A-A PRODUÇÃO ARTÍSTICA é reinventada,
R-Recebe da base citada por Walter Benjamin,
T-Transformação nos modos de recepção,
Í-Inspira a massificação do consumo, divulgação,
S-Sendo assim, também a ARTE demonstrada
T-Traz a produção em série, fotos iguais para
I-Inaugurar o original e negativo para o cinema:
C-Cortes, edições, seleções vão formar o filme...
O-O certo é valorizar quem é capaz de recriar.
-
Belo Horizonte, 7 de fevereiro de 2010.
-

silviaraujomotta disse...

6-1-PRIMEIRA PARTE:PROCESSO DA PRODUÇÃO X CRIAÇÃO HUMANA- Acróstico-filosófico-histórico nº 2794-Por Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil
-
C-Cultura humana tem sempre elementos comuns;
I-Indica os mesmos temas em textos e vocábulos
E-Esclarece que o conhecimento científico,
N-Nasce de respostas provisórias às questões,
T-Trabalhadas no processo das modificações;
Í-Invenções que reformulam tantos pensamentos,
F-Fácil é reclamar da consolidação que não existe,
I-Indireta dos modos de produção capitalista,
C-Como fragmentação do tempo e do trabalho,
O-Organização e reprodução de peças em série.

silviaraujomotta disse...

5-1-PRIMEIRA PARTE:PROCESSO DA PRODUÇÃO X CRIAÇÃO HUMANA- Acróstico-filosófico-histórico nº 2794-Por Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil
-
C-Com a diversidade, de elementos existentes,
R-Reflexão vale “nada se cria, tudo se transforma”
I-Impossível inovar a história, sem base estrutural:
A-A orquestra desafina se não seguir a base musical.
T-Trata-se de valorizar tudo aquilo que já se tem...
I-Idéias de hoje, tomaram novas formas de ideal
V-Vieram das BASES bem comuns no passado,
O-Ou melhor “Não há ORIGINALIDADE suprema.”
--

silviaraujomotta disse...

4-1-PRIMEIRA PARTE:PROCESSO DA PRODUÇÃO X CRIAÇÃO HUMANA- Acróstico-filosófico-histórico nº 2794-Por Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil
-
P- Para Vigotstky, não existem humanos
R-Restritos, sujeitos considerados geniais;
O-O modo de andar, falar, escrever, desenhar,
C-Com certeza, segue trivialidades normais...
E-E cabe frisar que NADA do que foi criado
S-Será encarado como expressão finalizada.
S-Sempre a atividade criadora vai completar
O-O ingrediente necessário,o complemento;

silviaraujomotta disse...

1-PRIMEIRA PARTE:PROCESSO DA PRODUÇÃO X CRIAÇÃO HUMANA- Acróstico-filosófico-histórico nº 2794-Por Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil

H-Hoje, há uma extensa discussão,
I-Importante, sobre o processo da criação:
S-Sabe-se que a produção humana
T-Tem base na capacidade comum:
Ó-O que é NOVO? Releitura? Recriação?
R-Reprodução é genética, social, histórica,
I-Infinda na arte, literatura,ciência, política...
A-A identidade singular pertence ao GADU...

silviaraujomotta disse...

2-1-PRIMEIRA PARTE:PROCESSO DA PRODUÇÃO X CRIAÇÃO HUMANA- Acróstico-filosófico-histórico nº 2794-Por Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil
-
V-Vigotsky associa a capacidade
I-Inteligente criadora à possibilidade
G-Garantida pela experiência de vida...
O-O importante é apreensão individual,
T-Tratar a relação entre a realidade
S-Sempre usando a imaginação...
K-Kant e Kardec tiveram seguidores:
Y-Yes, com pensamentos e formas diversas.

silviaraujomotta disse...

3-1-PRIMEIRA PARTE:PROCESSO DA PRODUÇÃO X CRIAÇÃO HUMANA- Acróstico-filosófico-histórico nº 2794-Por Sílvia Araújo Motta/BH/MG/Brasil
-
B-Bakthin Mikhail, não aceita cópia fiel...
A-Adverte que nenhuma obra está livre ao ser
K-Criada,sem interferência de outras produções.
H-Homem é o produto de tudo que lhe cerca:
T-Todas as palavras, livros, filmes, canções
I-Irradiam o conhecimento adquirido dia a dia
N-Na reinvenção, a cultura mescla as criações.